Luiz Heitor e o Nacionalismo

 

É na base reflexiva de sua rede social que o "nacional", em Luiz Heitor, se organiza. Portanto, a forma de discussão do nacional que encontramos em seu livro Música e Músicos do Brasil, está intimamente vinculada a certa liberdade interpretativa do que seriam os valores do moderno e da brasilidade. O olhar para o povo e sua cultura foi preponderante na fundamentação da base histórica que ajudou a formar o projeto da brasilidade. Nesta fase, o pensamento predominante foi atingir o universal, passando antes pelo nacional. Por isso, não se encontram barreiras na busca da identidade do nacional, da brasilidade no passado histórico pelos modernistas. Com efeito, o embasamento de Luiz Heitor se encontra ancorado no axioma modernista da segunda fase. Exemplo disso é quando ele, em Música e Músicos do Brasil, valorizando a música de Jose Maurício e de Carlos Gomes, explana como aquela se constituiu num sedimento da música modernista brasileira. A mestiçagem cultural e racial, como fator positivo, torna-se o argumento de defesa da música nacional.